Cine Glória - Cinema Cine Glória
O Cine Glória

Finalmente, em 21 de agosto de 1947 foi inaugurado o Cine Glória na Avenida Tiradentes, pela empresa F. Cupello e CIA.LTDA.
O jornal local “Diário do Comércio” registrou em três reportagens a inauguração do Cine Glória de São João del-Rei:

Inaugura-se amanhã o Cine Glória

Está marcada para amanhã a inauguração do Cine Glória na Avenida Tiradentes. Jornal - Diário do Comércio

O novo cinema acha-se instalado em imponente e confortável prédio de construção recente mandada executar pela firma F. Cupello & CIA.LTDA., em cumprimento de contrato firmado com a Prefeitura local.

De linhas sóbrias, mas elegantes, a nova casa de diversões vem enriquecer o patrimônio sanjoanense e possibilitar à população um centro de distração à altura do seu progresso e cultura.

Embora as cláusulas do contrato permitissem o aproveitamento do aparelho de projeção e das velhas cadeiras que estão no Cine Capitólio, o senhor F. Cupello & Cia. desejando corresponder às gentilezas e preferências do público, numa demonstração de apreço e elevado conceito que lhes merecem os sanjoanenses, mobiliaram o novo cinema com poltronas confortáveis e adquiriram dois ótimos projetores dos mais modernos que existem no mercado.

Realmente, o Cine Glória que se inaugura amanhã nada deixa a desejar e pode competir vantajosamente com os seus congêneres das grandes cidades.

A sessão inaugural será ás 18 horas, com variado programa de filmes; para essa sessão os ingressos serão gratuitos. Ás 20 horas haverá segunda sessão, quando será exibido o maravilhoso filme “Vivo para cantar” estrelado pela “star” Diana Durbin.

Ao ensejo dessa inauguração “Diário do Comércio”, que por ela tanto se bateu, felicita a firma F. Cupello & Cia. pela magnífica realização que marca uma fase de progresso na vida de São João del-Rei.



No dia seguinte, o jornal “Diário do Comércio falou rapidamente sobre a visita da Rádio Globo, que veio a São João del-Rei para divulgar a inauguração da nova sala de cinema:

Reportagem sobre S. João del-Rei

Cumprindo seu útil e interessante programa de reportagens no interior dos Estados, principalmente nas cidades históricas, está na cidade a caravana da Rádio Globo, integrada dos senhores Celestino Silveira, um dos mais cultos locutores do “broadcasting” nacional e Vasco Lima, brilhante redator e rádio técnico da organização.

Essa divulgação está sendo patrocinada pelo sr. Francisco Cupello, sócio da firma Cupello & Cia., que num gesto muito cavalheiresco e profundamente sensível aos sanjoanenses deseja propagar através das ondas sonoras, o nosso progresso e os nossos costumes.

Toda a solenidade da inauguração do Cine Glória será irradiada, e, ainda hoje às 21:30 horas, haverá uma irradiação pública da reportagem feita pelos nossos brilhantes colegas de “O Globo”.


No dia 22 de agosto de 1947, o “Diário do Comércio” relatou a cerimônia de inauguração do Cine Glória em reportagem de capa:

A inauguração do CINE GLÓRIA

Constituiu acontecimento marcante nesta fase de progresso que atravessa São João del-Rei a inauguração do Cine Glória realizada na tarde de anteontem na Avenida Tiradentes.
O ato foi solene e assistido pelas autoridades locais e grande público.

Precisamente às 18 horas teve início a cerimônia inaugural com a entrega da chave simbólica ao sr.. Prefeito dr. Cristóvão Braga, pelo nosso redator José Bellini dos Santos que disse, em rápidas palavras, do significado do acontecimento e pôs em relevo o melhoramento realizado que vem possibilitar à população sanjoanense mais um ponto de evasão das labutas quotidianas.

Recebendo a chave falou o sr. Prefeito em nome da cidade, terminando por felicitar a firma F. Cupello & Cia. pela realização que vinha satisfazer um compromisso contratual e uma antiga aspiração do povo.

Terminadas as orações, vivamente aplaudidas pela assistência, teve lugar a benção do edifício pelo operoso e querido vigário da paróquia de N.S. do Pilar, revmo. padre Mauro Faria, tendo a esse ensejo pronunciado ligeiras palavras de congratulações e votos para que a nova casa de diversões preencha as suas finalidades educativas.

Seguiu-se a sessão cinematográfica oferecida pela firma F. Cupello & Cia ao povo.Toda a cerimônia inaugural foi esplendidamente irradiada pela ZYI-7, emissora local, atuando como locutor o sr. Celestino Silveira, da Rádio Globo, em visita a esta cidade.

Antes da inauguração autoridades e pessoas gradas ocuparam o microfone para pôr foco o acontecimento e felicitar o sr. Francisco Cupello pelo empreendimento.

O Cine Glória quer interna e externamente é um edifício que honra a cidade. Construído para substituir o velho Cine Capitólio, será uma casa de diversões onde as classes menos favorecidas poderão, com muito conforto, gozar da sua diversão predileta e educativa.


O Cine Glória foi construído com o objetivo de substituir o antigo Cine Capitólio, que foi aberto no dia 16 de junho de 1928, pelos irmãos Faleiros, na antiga Avenida Rui Barbosa, atualmente conhecida por Avenida Presidente Tancredo Neves e, no final da década de 1940 teve suas atividades encerradas. O Cine Capitólio foi o primeiro cinema com sonorização da cidade, estreando o cinema falado com o filme “Rapaz de sorte”.

A construção do Cine Glória foi realizada pela empresa F. Cupello e CIA.LTDA., em contrato com a prefeitura municipal, no local onde anos antes existira um Ringue de Patinação, e que em 1913 passou a ser o Pavilhão: um espaço que foi construído pela Empresa Faleiro para substituir o Teatro Municipal que passava por reformas. No Pavilhão eram exibidos filmes a preços populares, e depois de cada sessão aconteciam números musicais.

A inauguração do Cine Glória foi prevista para o dia 15 de agosto de 1947, dia consagrado a Nossa Senhora da Glória (razão pela qual o cinema recebeu este nome). Porém, imprevisões na obra fizeram com que a estréia fosse adiada para o dia 21 de agosto de 1947. A sala possuía à época de sua estréia 1200 lugares e contava com dois modernos projetores para a exibição dos filmes.

Em 1951, a cidade ganhou mais um cinema: o CINE TEATRO ARTHUR AZEVEDO, inaugurado com o filme “A cidade dos meninos”. Em meados da década de 1960, o Cine Arthur Azevedo inaugurou uma filial no bairro de Matozinhos: O CINE REAL. Estas duas salas de cinema tiveram suas atividades encerradas no final da década de 1980, quando então o Cine Glória passou a ser o único cinema da cidade. No local onde se encontrava o Cine Artur Azevedo hoje funciona um supermercado, e no prédio que abrigava o Cine Real, hoje encontra-se instalada uma academia de ginástica.

No ano de 1961, mais precisamente no dia 31 de janeiro, o Cine Glória foi vendido para a empresa Lombardi e Resende LTDA., de propriedade de senhor João Lombardi Filho e sócios. Nesta época, João Lombardi Filho era também proprietário da fábrica têxtil “João Lombardi” (conhecida também como Fábrica Sanjoanense), em São João del-Rei.

João Lombardi e seus associados administraram o Cine Glória até o ano de 1979, quando então a propriedade do Cine Glória passou a ser do senhor Wellerson Itaborahy (conhecido por todos pelo pseudônimo Lilinho), que administra o cinema até os dias atuais.
Por: Maria Cristina Lelis




2014 Cine Glória