LOGO

ou
Consulta por gênero
Busca na locadora

Como tudo começou, Cine Glória

Cine Glória

Finalmente, em 21 de agosto de 1947 foi inaugurado o Cine Glória na Avenida Tiradentes, pela empresa F. Cupello e CIA.LTDA. O fato foi noticiado pelo jornal local o "Diário do Comércio".

O Cine Glória foi construído com o objetivo de substituir o antigo Cine Capitólio, que foi aberto no dia 16 de junho de 1928, pelos irmãos Faleiros, na antiga Avenida Rui Barbosa, atualmente conhecida por Avenida Presidente Tancredo Neves e, no final da década de 1940 teve suas atividades encerradas. O Cine Capitólio foi o primeiro cinema com sonorização da cidade, estreando o cinema falado com o filme “Rapaz de sorte”.

A construção do Cine Glória foi realizada pela empresa F. Cupello e CIA.LTDA., em contrato com a prefeitura municipal, no local onde anos antes existira um Ringue de Patinação, e que em 1913 passou a ser o Pavilhão: um espaço que foi construído pela Empresa Faleiro para substituir o Teatro Municipal que passava por reformas. No Pavilhão eram exibidos filmes a preços populares, e depois de cada sessão aconteciam números musicais.

A inauguração do Cine Glória foi prevista para o dia 15 de agosto de 1947, dia consagrado a Nossa Senhora da Glória (razão pela qual o cinema recebeu este nome). Porém, imprevisões na obra fizeram com que a estréia fosse adiada para o dia 21 de agosto de 1947. A sala possuía à época de sua estréia 1200 lugares e contava com dois modernos projetores para a exibição dos filmes.

Em 1951, a cidade ganhou mais um cinema: o CINE TEATRO ARTHUR AZEVEDO, inaugurado com o filme “A cidade dos meninos”. Em meados da década de 1960, o Cine Arthur Azevedo inaugurou uma filial no bairro de Matozinhos: O CINE REAL. Estas duas salas de cinema tiveram suas atividades encerradas no final da década de 1980, quando então o Cine Glória passou a ser o único cinema da cidade. No local onde se encontrava o Cine Artur Azevedo hoje funciona um supermercado, e no prédio que abrigava o Cine Real, hoje encontra-se instalada uma academia de ginástica.

No ano de 1961, mais precisamente no dia 31 de janeiro, o Cine Glória foi vendido para a empresa Lombardi e Resende LTDA., de propriedade de senhor João Lombardi Filho e sócios. Nesta época, João Lombardi Filho era também proprietário da fábrica têxtil “João Lombardi” (conhecida também como Fábrica Sanjoanense), em São João del-Rei.

João Lombardi e seus associados administraram o Cine Glória até o ano de 1979, quando então a propriedade do Cine Glória passou a ser do senhor Wellerson Itaborahy (conhecido por todos pelo pseudônimo Lilinho), que administra o cinema até os dias atuais.

Por: Maria Cristina Lelis

Mais sobre a História

Cinema em São João del-Rei
O cinema em São João del-Rei

O cinema, faz parte da história e da cultura de São João del-Rei...
Leia mais



Cinema em São João del-Rei
Lilinho, o proprietário

Lilinho nasceu em Juiz de Fora, no dia 07 de maio de 1944. Filho de família humilde... Leia mais